6 dicas para fazer sua graduação em 2022

Quer fazer uma graduação neste ano, mas ainda não sabe por onde começar a colocar seu plano em prática? De fato, escolher o curso ideal e a melhor instituição para estudar não é tão fácil. Porém, existem diversas maneiras de analisar as opções e tomar uma decisão que atenda às suas necessidades. Afinal, uma das maneiras de iniciar a sua carreira é quando você ingressa no ensino superior, a base necessária para exercer a profissão. Então, quanto antes você começar essa jornada melhor, concorda?!

Se você precisa de uma ajuda para ingressar no curso superior em 2022, continue com a gente neste artigo!

Por que fazer uma graduação em 2022?

Antes de tudo, é importante registrar que o ensino superior abre muitas portas no que se refere ao seu crescimento profissional e pessoal. É durante essa etapa que você adquire conhecimento especializado e, dando direção para a sua carreira, amplia sua visão de mundo e networking.

A graduação é um longo caminho a ser trilhado. E sabe o que isso significa? Quer dizer que quanto antes você iniciar sua formação, melhor será. Assim, você já se prepara para o mercado de trabalho e, se estiver antenado às novidades, pode até se antecipar às tendências da área escolhida, lapidando a sua formação para esta ser ainda mais assertiva.

Agora sim, vamos às dicas!

6 dicas para fazer sua graduação

Sabemos que os futuros estudantes têm muito o que pensar antes de ingressar na universidade. Por isso mesmo, selecionamos as melhores dicas práticas que vão desde questões pessoais até pontos que você deve observar sobre a faculdade e o mercado.

Vamos lá?

1. Conheça suas afinidades e use-as a seu favor

A diversidade de opções pode confundir ainda mais quem deseja realizar uma graduação, mas não tem certeza de qual ramo seguir. Nessas horas, o melhor a se fazer é selecionar o segmento que mais lhe interessa e que corresponda às suas aptidões.

Você pode tentar se posicionar em uma das quatro grandes áreas: exatas, humanas, sociais ou biológicas. Isso te ajuda a direcionar sua escolha para o curso ideal de acordo com seu perfil, mas não é preciso se limitar a essa escolha, tendo em vista que alguns cursos superiores têm se adaptado para oferecer uma formação cada vez mais completa.

2. Tenha em mente que habilidades podem ser desenvolvidas

Se você sonha em fazer um curso superior, suponhamos, de exatas, mas não tem muita afinidade com os números, isso não significa que você deve riscar seu sonho do papel. Esse é o momento de traçar metas para alcançar um objetivo e, nesse caso, desenvolver as habilidades que são pré-requisito no curso torna-se uma prioridade.

Lembre-se que iniciar a formação acadêmica também requer dedicação, o que é uma boa oportunidade para você focar nos seus pontos de melhoria.

3. Considere suas projeções para o futuro

Você planeja seu futuro? Caso tenha esse hábito, saiba que ele tem tudo a ver com sua trajetória acadêmica e que essa projeção te ajuda a seguir pelo caminho certo. Se não, é hora de começar a imaginar onde você quer chegar nos próximos anos e como a graduação pode te ajudar nisso.

Esse ponto é importante porque é preciso considerar o tempo de duração do curso e a possibilidade de retorno financeiro em curto, médio e longo prazo. Além disso, é válido pensar na possível necessidade de pós-graduação para alinhar suas expectativas à realidade.

4. Pesquise sobre o mercado de trabalho

Recomendamos que você avalie quais são as perspectivas e tendências da profissão escolhida. Atente-se ao contexto atual e a pesquisas que levantam possibilidades para o futuro. Procure também informações sobre a faixa salarial, carga horária de trabalho e demanda por profissionais no mercado.

5. Faça um planejamento pessoal

Entrar para a graduação é um marco na sua vida e a ocasião será melhor aproveitada se você tiver planejamento. Às vezes, é preciso adiar outros projetos pessoais para se dedicar à faculdade ou buscar formas de conciliar suas tarefas.

Procure entender quais são as circunstâncias da sua vida na atualidade: o que você precisa mudar agora? O que você deseja manter? Do que você pode ou deve abrir mão?

6. Encontre a instituição de ensino ideal

Se você já escolheu uma área, agora deve considerar onde irá estudar. Pesquisar a fundo os prós e contras das instituições de ensino (IES) é indispensável, isso inclui avaliar:

  • Se os cursos são reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) e possuem indicadores de qualidade;
  • A matriz curricular;
  • As experiências de alunos e ex-alunos;
  • A qualidade do corpo docente.

Veja, na sequência, a importância de cada um desses aspectos na graduação.

Certifique-se de que a universidade cumpre os critérios do MEC

Você precisa saber se a instituição é credenciada pelo Ministério da Educação (MEC). Existem, ainda, alguns indicadores de qualidade, como o Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), que avalia o curso por meio de um exame aplicado a estudantes concluintes. 

Outro indicador importante é o Índice Geral de Curso (IGC), que avalia tanto os cursos de graduação como os do pós ofertados pela instituição de ensino.

Analise a grade curricular do curso

Outra dica interessante é conhecer quais serão as disciplinas ofertadas ao longo da formação. Com isso, você pode analisar se o conteúdo condiz com as demandas do mercado de trabalho atual.

A grade curricular também fornece informações sobre a carga horária, atividades extracurriculares e estágios obrigatórios, permitindo que você saiba qual a distribuição dessas atividades no decorrer dos anos de graduação.

Isso será de grande ajuda para seu cronograma de estudos.

Converse com pessoas que estudam ou estudaram na instituição escolhida

Uma pessoa só conhece a vida acadêmica de fato quando ela tem essa vivência. Então, se você quer ter uma prévia do que viverá nos próximos anos, procure conversar com alunos e ex-alunos da faculdade. Os relatos deles podem ser encontrados tanto nas redes sociais e sites quanto no diálogo boca a boca.

Mas lembre-se que experiências pessoais são variáveis e não podem definir sua decisão. Por isso, tente ouvir diversas pessoas, filtre bem os relatos e pondere junto a outros dados que você levantou.

Busque informações sobre o corpo docente

Essa é uma das dicas mais importantes, afinal, são os professores que conduzem seu aprendizado. Nada mais justo que tomar conhecimento sobre seus títulos, projetos e ações com os quais estão envolvidos e dos quais já participaram, bem como seu tempo de carreira e atuação dentro e fora da universidade.

A qualidade do corpo docente engloba a diversidade e a experiência dos professores — até mesmo no mercado de trabalho. Também é importante saber se os docentes estão qualificados para o ensino a distância, caso você escolha pela modalidade EAD.

Agora você já sabe quais são os principais critérios para escolher sua graduação para fazer em 2022, certo? Se você gostou das nossas dicas, acesse nossas redes sociais e veja muitos conteúdos como este!

 

Compartilhe

Cadastre-se Newsletter

Quer receber notícias e novidades do Blog da Legale? Faça seu cadastro abaixo e fique por dentro das novidades.

🛡️ Seu cadastro são criptografados e protegidos
⚠️ Ao registar-se confirma que aceita os Termos e Condições e Política de Privacidade

Últimas do Blog

Vale a Pena Fazer um Curso Superior?

Você certamente já ouviu aquela história de que não vale tanto a pena fazer um curso superior. Se você acredita nisso, fique alerta: seu futuro pode estar em perigo! Sabendo disso, nós, da Legale, preparamos este artigo com alguns pontos essenciais que você deve considerar para tirar suas conclusões sobre o assunto. Vem com a gente?

Leia Mais
Porque Fazer Uma Segunda Graduação Como Especialização Profissional em 2022

Concluir a graduação significa chegar ao fim de uma etapa, mas isso não quer dizer que a jornada de aprendizado e capacitação acabou. Que tal adotar a ideia de educação continuada e fazer uma segunda graduação como especialização profissional para complementar seu currículo? Aliás, quanto antes melhor. Já ouviu aquele ditado que diz “a melhor época para plantar uma árvore foi há 20 anos e a segunda melhor é agora”? Essa é a ideia!

Leia Mais
Skip to content